Desde 1978

Por que não se deve andar com o carro na reserva?

Seu veículo é seu companheiro: ele leva a família para cima e para baixo, ajuda no seu trabalho e ainda pode refletir seu estilo de vida — tem o carro esportivo, o carro de "tiozão", e por aí vai. Só que todos os automóveis têm uma coisa em comum: não é recomendável andar com a gasolina na reserva. Os mecânicos em geral dão algumas explicações para isto, e aqui selecionamos uma resposta de nível básico e outra de nível avançado para você entender melhor.

Antes de começarmos, porém, é importante você lembrar de uma coisa: nunca deixe de fazer manutenções constantes no seu carro. Tenha um mecânico de confiança para você tirar suas dúvidas, fazer reparos e as revisões, que são essenciais para manter tudo funcionando. É comprovado que um carro com manutenção em dia custa mais barato que fazer qualquer conserto.
Bem, vamos, então, às duas explicações que prometemos.

Explicação de nível básico

Tanto esta quanto a outra explicação que veremos a seguir têm fundamento no funcionamento da injeção de gasolina do tanque até o motor. A parte de baixo do tanque é onde se acumulam resíduos da gasolina. Pelo fato de haver discrepâncias na qualidade da gasolina oferecida em diferentes bandeiras, é possível que se possa colocar gasolinas que são mais "sujas" que outras, e esta sujeira se acumula no fundo do tanque.

Quando você anda com o carro apenas na reserva, a bomba de combustível empurra todos estes resíduos para dentro do sistema de injeção. Os bicos de injeção começam a ficar mais sujos e aí vários os problemas no motor começarão a aparecer, principalmente os que estão ligados ao desempenho do carro — começa a falhar, engasga, e até para no meio da rua. Um serviço de limpeza do sistema de injeção não é nada barato!

Então, como dissemos, o conceito é bastante básico: a sujeira do tanque entra no sistema de injeção e causa estrago. Vamos agora à segunda ideia da nossa conversa?

Explicação de nível avançado

Esta aqui você pode debater com seu mecânico, inclusive. Alguns tipos de veículos possuem uma tecnologia de bomba que é projetada de maneira a ser resfriada e lubrificada pelo próprio combustível dentro do tanque. Se o carro está sempre na reserva, e não utiliza toda a quantidade de combustível necessário para o funcionamento adequado da bomba, ela pode começar a aquecer e perder a lubrificação. É importante, então, que o nível de combustível dentro do tanque seja sempre o suficiente para manter a bomba imersa.

Dependendo do modelo do seu carro, ele terá uma capacidade diferente no tanque. Os veículos menores têm tanque de aproximadamente 40 litros a 50 litros, mas há outros modelos que podem chegar até mais de 100 litros. A recomendação é a seguinte: quando o nível de combustível estiver por volta de ¼, é hora de reabastecer. Assim você evita que a sujeira decantada no tanque fique muito grossa e suje os bicos de injeção, e também mantém o resfriamento da bomba de gasolina constante.

Não podemos nos esquecer de um outro problema: a pane seca, ou seja, quando acaba a gasolina e o carro para, é uma infração que pode gerar 4 pontos na sua CNH, além de multa de R$ 130,16 e recolhimento do veículo. Então, andar na reserva não é indicado, mesmo!
Não há problema de, vez ou outra, você chegar na reserva do seu carro. O problema é quando o ponteiro da gasolina nunca subiu — ou foi para a direita, dependendo do painel. Também não significa que você deva encher o tanque a todo instante, pois não há orçamento doméstico que sobreviva a esta paranoia. Lembre-se que o desejável é ter combustível o suficiente para manter a bomba de gasolina sempre resfriada e que o fundo do tanque não tenha tantos resíduos. 

Todos os veículos da Marinho são inspecionados para que você possa adquiri-lo com funcionamento impecável. Siga-nos em nossas redes sociais e fique por dentro de todas as nossas ofertas para você levar seu novo possante para sua garagem.




<   VOLTAR
>   AVANÇAR

VEJA OS VEÍCULOS
QUE COMBINAM COM VOCÊ

CLIQUE PARA visualizar todos nossos veículos